Topo
21 de November de 2017
Depois de 43 horas chega ao fim rebelião na Penitenciária de Cascavel

Depois de 43 horas chega ao fim rebelião na Penitenciária de Cascavel

Chega ao fim rebelião na Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), na manhã de sábado (11). O terceiro agente foi liberado pelos detentos, sem ferimentos, e encaminhado ao hospital para fazer alguns exames.

A Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (SESP), confirmou a morte de dois presos.

Os rebelados reivindicavam transferências para outras unidades prisionais do Estado, mas segundo a PM, as exigências não foram atendidas.

O Batalhão de Choque está no presídio para fazer o levantamento da situação. A barbárie deixou 70% da penitenciária destruída, depois de 43 horas de rebelião. Os presos estavam sem água, sem luz e também sem alimentação.

Segundo o Coronel Washington Lee, os presos vão ficar nessa estrutura, mesmo destruída, pois não há espaço em outras penitenciárias do Estado para transferir cerca de 700 detentos, que ainda continuam na PEC. Ele disse que a imprensa poderá entrar no presídio depois que o ambiente estiver totalmente seguro.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (SESP) informa que acabou o motim na Penitenciária Estadual de Cascavel. Os agentes penitenciários feitos reféns foram liberados e passam bem. A Polícia Militar e equipes do SOE (Setor de Operações Especiais) estão entrando na unidade. As 15h o diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo de Moura, vai atender a imprensa para passar mais informações sobre o fim do motim. A coletiva será na Penitenciária Industrial de Cascavel (PIC).

Fonte: Massa News

Tags


Compartilhe

Google+