Topo
23 de June de 2018
Governo intensificará estruturas de apoio para pessoas autistas

Governo intensificará estruturas de apoio para pessoas autistas

As ações do Governo do Estado serão cada vez mais efetivas para intensificar políticas públicas e promover a inclusão de autistas na sociedade. A afirmação foi feita pela governadora Cida Borghetti nesta terça-feira (17), no Palácio Iguaçu, durante encontro com ativistas e profissionais de diversas áreas dedicados à causa do autismo.

“É importante promover a reflexão e adotar, através da luta, dedicação e comprometimento com a causa, caminhos rápidos para uma atenção responsável e de resultados. Vamos buscar práticas e políticas onde o Paraná possa servir de exemplo para o Brasil”, afirmou Cida. Ela ressaltou sua atenção à causa ainda como deputada na Câmara Federal.

“Temos uma relação muito próxima das associações que tratam deste tema, comunidade, pais e crianças. Entendemos que é possível ampliar estas ações e fazer um trabalho conjunto”, disse ela. “O Paraná tem 100 mil autistas e é possível dar uma grande contribuição de como respeitar e atender os portadores desta síndrome, que neste momento está em um ponto focal, muito discutido por toda a sociedade”, afirmou.

TEMAS - A síndrome na fase adulta, proteção aos direitos e qualidade de vida para o autista e suas famílias, educação e residência assistida para os que perderam a referência familiar, foram alguns dos temas abordados no encontro.

“Estamos avançando nesta pauta e determinamos aqui um grupo de trabalho. As demandas serão apresentadas para a Secretaria da Saúde e da Ciência e Tecnologia, duas áreas importantes para desenvolver este segmento. O Estado do Paraná é parceiro em todas essas áreas de atenção a criança, a saúde e aqueles que mais precisam”, afirmou a governadora.

Também foram apresentados durante o encontro, projetos para capacitação de profissionais e famílias. O objetivo é aplicar o formato pirâmide em que os habilitados multiplicam o conhecimento para mais pessoas.

“As famílias precisam levar para casa essa terapia, continuar o trabalho que é feito de atendimento multidisciplinar. Elas precisam entender como trabalhar com seu filho em casa”, afirmou Berenice Piana, coordenadora da Clínica Escola de Autismo e incentivadora da Lei federal nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012, que instituiu a política nacional de proteção aos direitos da pessoa com autismo.

Ela definiu a reunião como muito satisfatória. “A governadora ouviu com atenção tudo que pedimos e já estamos agendando outras reuniões para dar uma qualidade de vida melhor para o autista e suas famílias”, ressaltou.

APOIO - No Paraná, as crianças diagnosticadas com autismo são atendidas por uma equipe multiprofissional, de forma integral, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2017, foram 950 mil atendimentos de reabilitação realizados no Estado, 63 mil deles em crianças.

Existem hoje no Estado 247 estabelecimentos de saúde que prestam serviço pelo SUS a pessoas com autismo, dentro das Redes de Atenção Psicossocial e da Pessoa com Deficiência.

Os locais estão distribuídos pelas 22 Regionais de Saúde do Paraná em Centros de Especialidades, Centros de Atenção Psicissocial (Caps), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Centros de Reabilitação. Esses estabelecimentos realizaram, de janeiro a dezembro de 2017, 1.010.540 atendimentos.

Em relação ao autismo infantil, no mesmo período, 131 serviços realizaram 140.965 atendimentos.

AUTISMO - O Autismo ou Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um distúrbio neurológico caracterizado pela dificuldade na comunicação social e comportamentos repetitivos, afetando o desenvolvimento da comunicação, da socialização e do comportamento.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que há 70 milhões de pessoas com autismo em todo o mundo - 2 milhões somente no Brasil. A síndrome é mais comum em crianças: uma em cada 88 apresenta sintomas, com prevalência cinco vezes maior em meninos.

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo é celebrado em 2 de abril e foi decretado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

SEMINÁRIO - A Assembleia Legislativa do Paraná realiza desde segunda-feira (16), o Seminário Internacional sobre Transtorno do Espectro Autista (TEA), com palestras de diversos especialistas e troca de experiências de mães e familiares de crianças e adultos com o transtorno. Nesta terça-feira (17), aconteceu o segundo dia dos trabalhos e o encerramento do evento.

PARTICIPAÇÃO - Estiveram presentes no encontro com a governador Cida Borghetti os deputados estaduais Péricles de Mello, Maria Victoria, Nelson Luersen, Claudia Pereira, os vereadores de Curitiba, Pier Petruzziello, e de São José dos Pinhais, Silvio Santos.

Fonte: AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ

Tags


Compartilhe

Google+