Topo
25 de May de 2018
Microrregião 1 da Caciopar formula 3 moções para serem enviadas as autoridades competentes

Microrregião 1 da Caciopar formula 3 moções para serem enviadas as autoridades competentes

A geografia empresarial do Oeste está dividida em 4 microrregiões pela Caciopar (Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná). Essas microrregiões foram organizadas devido à sua proximidade e similaridade, e tem como objetivo debater aspectos ligados a desafios estruturais, organizacionais e de desenvolvimento.

Medianeira pertence a microrregião 1, que engloba as cidades Céu Azul, Diamante do Oeste, Foz do Iguaçu, Itaipulândia, Matelândia, Missal, Santa Helena, Missal, Santa Terezinha do Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Serranópolis do Iguaçu e Vera Cruz do Oeste, e tem como coordenador o presidente da Acime e  vice-presidente do Conselho Deliberativo da Caciopar, Lucas Ghellere.

A cada nova gestão, a Caciopar elabora o livro de moções - documentos que formalizam o pedido de projetos e de programas essenciais para que os municípios continuem seu processo de desenvolvimento - com as principais reivindicações do oeste que é encaminhado para o governo do Estado e deputados federais e estaduais.

Por meio desse documento as associações empresariais da região têm a oportunidade de utilizar um importante mecanismo que têm contribuído, nas últimas quatro décadas, para a definição do perfil socioeconômico de uma das regiões que mais crescem no Brasil.

A microrregião 1, elaborou três moções para serem encaminhadas para as autoridades competentes, confira cada uma delas:

Moção nº 1: Melhorias na PR 495.

A rodovia estadual PR 495 é um dos principais eixos de integração dos municípios que compõem a Microrregional 1 da CACIOPAR e por ela circulam grande parte da produção de grãos e dos insumos que alimentam as pujantes cooperativas agroindustriais e indústrias situadas no meio-oeste paranaense.

Além disso, recentemente a rodovia tem sido testemunha de um crescente mercado de turismo religioso, esportivo e ecológico.

Todos os anos milhares de peregrinos têm se arriscado no deslocamento até a cidade de Itaipulândia, transitando em horários noturnos a pé pela rodovia estadual sem acostamento, com sinalização deficiente e em precárias condições de conservação da pista de rolamento.

Do mesmo modo, é incontável o número de praticantes do ciclo turismo que trafegam em todo o eixo da referida rodovia estadual, justificando a implementação de melhorias que estimulem a atividade.

Ademais, a rodovia PR 495 continua sendo um dos principais meios de ligação do extremo oeste do Paraná com os Estados do Centro Oeste, sendo importante eixo de circulação de mercadorias, revestindo-se de especial importância sócio-econômica.

Em que pese tamanha relevância regional, há muitos anos a rodovia não recebe investimento para a sua melhoria e adequação, resultando em um crescente número de acidentes com vítimas fatais.

A Microrregional 1 pugna pela realização de obras de melhoria de rodovia estadual, com um recape asfáltico de qualidade, implantação de ciclovia e acostamento, bem como de sinalização horizontal e vertical.

Moção nº 2: Medidas de enfrentamento à violência.

Os municípios que compõem a microrregional 1 da Caciopar, geograficamente situados em região de fronteira, têm experimentado, nos últimos anos, um alarmante aumento na prática de crimes. Por outro lado, observam estarrecidos o desaparelhamento das forças policiais decorrente, sobretudo, da burocracia e da ineficácia do sistema de manutenção de viaturas.

Além disso, boa parte do policiamento ostensivo na microrregião está confiada ao 14º Batalha da Polícia Militar, sediado em Foz do Iguaçu. É de conhecimento geral que Foz do Iguaçu é um município sui generis, com localização geográfica propensa à prática de ilícitos, demandando grande aparato das forças de segurança.

Desta forma, é inevitável que as atenções do 14º BPM se voltem quase que exclusivamente para a garantia da ordem na tríplice fronteira, sendo essencial uma administração independente principalmente da 2ª Cia da PM, sediada em Medianeira.

Basta dizer que com a escassez de contingente e de viaturas os município da microrregional já não mais contam com Patrulhas Rurais, deixando desguarnecida a principal força produtiva dessa região: o produtor rural; as Patrulhas Escolares já não mais guarnecem os colégios; as regiões centrais que concentram a maior parte do comércio já não mais contam com rondas preventivas.

Dessa forma, os municípios da Microrregião 1 reforçam seu pedido pela gestão independente da 2ª Cia do 14º BPM, pelo aumento do efetivo policial, por uma maior atuação local do Batalhão de Polícia de Fronteira, pelo reforço nos programas de patrulha rural e patrulha escolar, e desburocratização nos serviços de manutenção e reparo de viaturas.

Moção nº 3: Duplicação urgente da BR 277 entre Matelândia e Cascavel

Passados vinte anos desde a concessão da administração da BR 277 para empresas privadas, os municípios do extremo oeste do Paraná continuam sua luta incessante pela conclusão da obra de duplicação no trecho que liga Foz do Iguaçu a Cascavel.

Importante rota turística, que permite o acesso às maravilhas naturais de Foz do Iguaçu; corredor econômico por onde escoa a rica produção agroindustrial do oeste, rumo ao Porto de Paranaguá; elo de ligação entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai; meio de integração do meio-oeste paranaense; a rodovia BR 277 continua sendo um verdadeiro gargalo estrutural para o desenvolvimento da microrregião.

O alarmante número de acidentes com vítimas fatais que se registram todos os anos no trecho entre Matelândia e Cascavel, por si só, já seria justificativa suficiente para a execução – com urgência – das obras de duplicação da rodovia, cuja relevância para a economia e a integração da região Oeste com o restante do Estado do Paraná é de notório saber.

Não bastasse, a média diária de circulação de veículos pelo referido trecho, aliada à cobrança de elevadas tarifas de pedágio, comprovam a viabilidade econômica da duplicação há tanto pleiteada. Com isso, urge a duplicação definitiva da BR277 até Cascavel!

Fonte: ACIME

Tags


Compartilhe

Google+