Topo
15 de December de 2017
Mulher morre atingida por raio no interior do Paraná

Mulher morre atingida por raio no interior do Paraná

Uma raio matou uma mulher de 55 anos na manhã de segunda-feira (9) em Guaíra, no Oeste do Paraná. De acordo com o atendimento do Samu, a vítima mexia em uma tomada dentro de um aviário quando foi atingida pela descarga elétrica. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo da chegada do socorro.


O médico Rodrigo Nicácio Santa Cruz, diretor-técnico do Samu Oeste, disse que a equipe foi acionada por volta das 9h30. Como o primeiro relato já apontava a possibilidade de a mulher ter desmaiado depois de ser atingida por um raio, uma UTI móvel foi enviada para prestar atendimento.


Ao chegar no local, um aviário fechado na comunidade de São João, área rural de Guaíra, a equipe já encontrou a vítima morta. “Ela estava com várias lesões, queimaduras graves, principalmente na região do tórax”, contou Santa Cruz.


Ainda de acordo com o médico, a região Oeste foi intensamente atingida por raios durante na manhã de segunda. Já durante a madrugada, o Simepar alertava a forte instabilidade que avançava na região.


Dicas para evitar se atingido por raio


NA RUA


- Procure abrigo em prédios que tenham pára-raios ou abrigos subterrâneos, como túneis e metrô.


- Evite áreas abertas, como campos de futebol. Não se aproxime de cercas de arame, varais metálicos ou trilhos, assim como de torres de transmissão.


- Não fique embaixo de árvores


- Não use motos nem bicicletas.


- Permaneça dentro do carro ou do ônibus.


EM CASA


- Afaste-se de tomadas, canos, janelas e porta metálicas.


- Não use equipamentos elétricos e nem atenda telefone, exceto sem fio.


PÁRA-RAIOS


- Conforme determina a Lei Municipal 12.557/07, é obrigatória a instalação do sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) ou pára-raios em prédios que tenham a partir de dois andares (ou mais de sete metros de altura) e construções com mais de 400 metros quadrados.


- Um engenheiro eletricista deve fazer a análise do imóvel e instalação do pára-raios. Ao final do serviço, uma anotação de responsabilidade técnica (ART) deverá ser entregue ao responsável pelo prédio.


- o modelo deve ser aquele estabelecido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O que tem cápsula radiotiva não deve ser usado. Segundo o Cosedi, cerca de 30% dos encontrados em prédios são deste modelo. O não-cumprimento da norma, estabelecida em 1992, gera multa ao proprietário ou síndico que pode chegar a R$ 500.


- A manutenção do para-raio deve ser anual.


Fonte: Gazeta Do Povo

Tags


Compartilhe

Google+