Topo
19 de November de 2017
Terremoto de 8,4 graus atinge México e mata ao menos 15

Terremoto de 8,4 graus atinge México e mata ao menos 15

O terremoto de 8,4 graus que sacudiu a costa sul do México, na divisa com a Guatemala, no fim da noite de quinta-feira, 7, deixa ao menos 15 pessoas mortas. O balanço anterior era de seis mortos no Estado de Chiapas, e o presidente do país, Enrique Peña Nieto, acionou a operação de proteção civil para levantar quais são os danos, segundo informações do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).


Inicialmente, o USGS havia informado que o tremor, detectado às 23h49 no horário local (1h49 no horário de Brasília), era de 8 graus.  O epicentro do temor foi localizado a 165 quilômetros a oeste de Tapachula, no Estado de Chiapas.


O presidente do México, Enrique Peña Nieto, advertiu à população, nesta sexta-feira, 8, ser provável que nas próximas 24 horas aconteça uma forte réplica do terremoto de magnitude de 8,2 na escala de Richter, ainda que de "um grau menor".


Em declarações à emissora "Televisa", Peña Nieto disse que "será necessário ser mais do que atento", já que a réplica pode superar a magnitude de 7, após lembrar que em 1985 ocorreu uma réplica muito potente de 7,5 graus, no dia seguinte ao primeiro terremoto de magnitude 8,1, no dia 19 de setembro.


Ele disse que até agora o alerta de tsunami no Estado de Chiapas, onde foi registrado o epicentro do terremoto, na noite de quinta-feira, 7, "não representa um risco maior", e considerou que 50 milhões de pessoas devem ter sentido em várias partes do país.


Enrique Peña Nieto informa pelo Twitter que o Comitê Nacional de Emergência permanecerá de prontidão para avaliar os danos e coordenar as ações de ajuda à população.


O presidente apontou que esse foi um terremoto maior que o de 8,1 na escala Richter, de setembro de 1985, que deixou milhares de mortos, mas enfatizou que a cultura de proteção civil avançou desde então.


Ele ressaltou que o último terremoto de magnitude similar ao da noite de ontem aconteceu em 1932.


Além disso, também pediu à população que faça uma revisão em suas casas para verificar se há algum dano.


Segundo o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico (PTWC), o tremor, desta quinta-feira, que aconteceu a uma profundidade de 33 km, provocou grandes ondas. Foi confirmado um tsunami de 0,7 metros, e estão em alerta a Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicaragua, Panamá, Honduras eEcuador.


O terromoto foi sentido na Cidade do México, a mais de mil quilômetros do epicentro. Pessoas correram para as ruas fugindo dos prédios, assim que os tremores começaram a ser sentidos, disse uma fonte à agência de notícias Reuters. / EFE e Associated Press.


Fonte: Massa News

Tags


Compartilhe

Google+